Páginas

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Kill Me Again


Mata-me, tira-me deste mundo insano. Já não há mais vida dentro de mim que me prenda aqui, pois tudo foi levado pelas sombrias rajadas do tempo. Só te peço um último favor, mata-me como nunca matas-te ninguém antes, sem dó nem piedade, mata-me com o Teu sorriso, mata-me com as Tuas lágrimas, mata-me com um punhal cravado no meu peito, mata-me com a Tua dor, mata-me com a dor que me proporcionas todas as noites, mata-me como se fosse a última coisa que poderias fazer, mas mata-me sem teres remorsos alguns, mata-me com a raiva que sentes de alguém que jamais gostarias, mas porfavor mata-me e tira-me deste lugar de loucos, deste lugar ao qual eu já não pertenço mais. Um pequeno adeus irá ficar preso nos teus pensamentos e marcará as saudades que te proporcionarei.



Vodka Morango

1 comentário:

Winter Orchid disse...

:S
Às vezes escreves coisas com as quais me identifico mesmo.. :x
E está tão lindo. *__*
Continua a escrever assim, mas... Quero texto mais alegres. :P

Beijinhos