Páginas

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

amor = amor

O nosso amor é de papel como as florese que me deste, e no papel há-de ficar, para sempre escrito nas minhas palavras. E se vier a transformar-se em qualquer outra coisa, será sempre numa outra forma de amor: o papel vem das árvores, mas o amor vem do amor e nunca morre, mesmo depois de cortado, prensado e transformado. Amar é como plantar uma semente e tu já plantaste a tua no meu coração - MRP



Vodka Morango

1 comentário:

Rita Araújo disse...

"se nos tirarem o Coração e Nos colocarem outro, deixamos de Amar e de Gostar quem amamos, quem gostamos?" A resposta é obviamente negativa, pois tudo o que sentimos, vem do nosso cérebro; então porque é que nos ensinaram a não magoar o coração do outro?

Ultimamente, em tudo o que faço, o Amor, o tema amor tem marcado presença; na escola, principalmente, entre amigos. Será que é um sinal que o Amor está a nascer? Ou é simplesmente uma pista, que eu devo seguir e reflectir para eu não me iludir? Respostas? Não sei... Certezas? Muito Poucas. Medo? Bastante.
Medo de quê? Do Próprio Amor? Dizem que "O amor é segredo, o espantoso segredo da beleza é verdadeira", mas também é o espantoso segredo da tristeza. Se amamos, se gostamos, servimos o outro, tratamos o outro como ser único, por muito infantil que ele seja. Tudo me confunde, tudo me faz surgir dúvidas...
O certo é que quando estou junto dele ou falo com ele, sinto-me bem. Isso é amor?! Pois, não sei.

O problema é a maneira de como as pessoas tratam o amor, hoje em dia. Quem já disse nos olhos de uma pessoa o quanto amava, sabe que custa muito e tem de ser mesmo sentido para sair; mas, ultimamente dizem isso sem pensar, sem sentir. Talvez seja este o meu medo: o desrespeito que há perante um sentimento puro.
Às vezes ouvimos um "não" da pessoa que amamos, e sabe tão mal... Mas quando, sentimos o seu toque, o seu olhar, o seu sorriso, o seu beijo... Sabe tão Bem!

Tudo gira cá dentro! A minha voz interior bem fala comigo, mas só me confunde. O certo, é que os dias passam, e os momentos ficam marcados...